Como ganhar dinheiro com Linux (parte 14): HP se surpreende com lucros rápidos suportando Debian GNU / Linux

Até a própria Hewlett Packard se surpreendeu com a velocidade dos lucros rápidos suportando Debian GNU / Linux. Como pode ser? O que você aprende com isso?

A HP já prestava suporte a sistemas comerciais como Red Hat Linux e Suse / Novell Linux.
Em meados de 2006 anunciou que iria prestar suporte técnico formal ao Debian GNU / Linux, que não é uma distribuição comercial. Não há uma empresa controlando, apenas várias colaborando. A própria HP é uma das maiores colaboradoras, entre empresas.
As vendas efetivas de pacotes de suporte e computadores oficialmente certificados para Debian GNU / Linux iniciaram em dezembro de 2006.
Pois a própria HP se surpreendeu com o rápido faturamento já no primeiro mês, na região EMEA, de oferta dos serviços e agora pretende ampliar a lista de computadores oficialmente suportados para abranger TODA a linha Proliant e Blade Systems.
Também planeja a rápida oferta de serviços para a versão Debian 4.0 que está em preparo.
Veja mais a partir desse link aqui .

Como a HP está conseguindo lucros tão rápidos e substanciais com Debian GNU / Linux?
A empresa, que possui expertise na distribuição Debian GNU / Linux poir é sua plataforma interna de desenvolvimento, oferta um leque de opções de contratos de serviço de suporte técnico.
Descobriu que consegue resolver sozinha e rápidamente quase a totalidade dos problemas técnicos que lhe são apresentados nas distribuições comerciais, repassando um mínimo de questões aos fornecedores ou à comunidade.
Concluiu que seu grau de dependência externa é baixo o suficiente para assumir a responsabilidade integral por planos de suporte técnico.
Também concluiu (já fazem anos) que é melhor ter o controle final internamente sobre os rumos de sua atividade, pela independência elevada nos insumos básicos (o sistema operacional).
Assim, pode manter os preços dos contratos compatíveis, aumentar o leque e alcance de serviços, e ainda aumentar a lucratividade por contrato, por redução dos custos.
Cenário invejável.
Que ela mesmo se preparou para criar.
Não houve "sorte", mas trabalho árduo por vários anos que agora se materializa em resultados.

Por que tantos clientes estão optando por contratar suporte para uma distribuição comunitária?
Ao que parece, mais empresas estão percebendo mais e mais que existem vantagens e manter as opções abertas e assumir o controle, a palavra final sobre os fornecedores e insumos.
Com uma distribuição comunitária livre , que tem um contrato social e constituição como o Debian GNU / Linux, há garantias de que certas coisas não acontecerão, que decisões serão tomadas com um outro foco obscuro, e que todos podem ter um "peso" nas mesmas.
E também podem escolher quem lhes prestará os serviços.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Avaliação do Apple Smart Keyboard para iPad Pro 10.5

IPad Pro pode substituir notebook?

Casos de sucesso com Linux