Europa rejeita lei de patentes de software

Em 2005 a Comunidade Européia rejeitou maciçamente a nova lei de patentes de software. Uma ENORME vitória da liberdade e para as pequenas e médias empresas.
Em histórica votação do parlamento da Comunidade Européia, a Europa rejeitou maciçamente (648 x 14) uma nova e esquizofrênica lei de patentes de software.
Até mesmo a colocação em votação em plenário foi obtida de forma anti-ética e com manobras convolutas instruidas por lobbystas. Isso já foi denunciado no site Groklaw e hoje está arquivado na seção de Patentes daquele site.
É até difícil resumir numa frase a grandeza desta vitória nos médio e longo prazo para a criatividade do desenvolvimento de software e para a liberdade de escolha e economia para as empresas.
Se ocorresse a tragédia da aprovação de tal absurda lei de patentes de software, as pequenas e médias empresas de programação seriam alijadas do mercado, bem como todo o software livre.
Seria um jogo de Mútua Destruição Assegurada onde somente as grandes potências econômicas poderiam jogar, devido às elevadas barreiras de entrada econômicas e legais.
E esse complexo jogo foi denunciado aqui no outro artigo Siga o Dinheiro.
Há uma teia de relações entre múltiplas táticas dentro de uma estratégia de expropriação do usuário.
Você.
Não deixe de ler o blog "Siga o dinheiro" para visualizar um pouco mais onde foi parar o SEU dinheiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Avaliação do Apple Smart Keyboard para iPad Pro 10.5

Nunca use maiúsculas ao criar endereço no iCloud

Backup MySQL com mysqldump sem travar tabelas e indisponibilidade de conexões