Europa rejeita lei de patentes de software

Em 2005 a Comunidade Européia rejeitou maciçamente a nova lei de patentes de software. Uma ENORME vitória da liberdade e para as pequenas e médias empresas.
Em histórica votação do parlamento da Comunidade Européia, a Europa rejeitou maciçamente (648 x 14) uma nova e esquizofrênica lei de patentes de software.
Até mesmo a colocação em votação em plenário foi obtida de forma anti-ética e com manobras convolutas instruidas por lobbystas. Isso já foi denunciado no site Groklaw e hoje está arquivado na seção de Patentes daquele site.
É até difícil resumir numa frase a grandeza desta vitória nos médio e longo prazo para a criatividade do desenvolvimento de software e para a liberdade de escolha e economia para as empresas.
Se ocorresse a tragédia da aprovação de tal absurda lei de patentes de software, as pequenas e médias empresas de programação seriam alijadas do mercado, bem como todo o software livre.
Seria um jogo de Mútua Destruição Assegurada onde somente as grandes potências econômicas poderiam jogar, devido às elevadas barreiras de entrada econômicas e legais.
E esse complexo jogo foi denunciado aqui no outro artigo Siga o Dinheiro.
Há uma teia de relações entre múltiplas táticas dentro de uma estratégia de expropriação do usuário.
Você.
Não deixe de ler o blog "Siga o dinheiro" para visualizar um pouco mais onde foi parar o SEU dinheiro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Avaliação do Apple Smart Keyboard para iPad Pro 10.5

IPad Pro pode substituir notebook?

Casos de sucesso com Linux