Spammer domina a internet e encerra negócio de empresa

Depois do PCC mostrar quem é que manda, agora é a vez de um spammer que mostrou quem manda na internet. Usando milhões de máquinas WINDOWS sob seu controle, inviabilizou e tirou uma empresa do mercado.

O spammer russo PharmaMaster (adivinha o que ele prefere vender) entendeu-se prejudicado no seu faturamento pelo negócio de filtragem antispam da empresa Blue Security e resolveu acabar com ela.
Usando uma botnet de milhões de máquinas windows infectadas sob seu controle, lançou um ataque de negação de serviço, DDoS.
Numa queda de braço que durou semanas, a empresa concluiu que ele inviabilizou economicamente o negócio e desistiu.
Atualmente, um ataque maciço DDoS se consegue deter usando caro serviço de proteção por dezenas de milhares de servidores Linux da empresa Akamai.
Serviço que só as muito grandes empresas podem arcar.
Pois agora ficou claro: são os criminosos spammers que mandam na internet, usando as falhas intrínsecas do windows para assumir o controle de milhões de computadores.
Leia mais no artigo aqui .
Você ainda acha que spam, spammers, e falhas do windows são algo inofensivo?
Colabore com o Antispam.BR , site oficial anti spam do Comitê Gestor da Internet no Brasil.
Colabore com listas de bloqueio como o SpamCop , ORDB , SpamHaus , DCC , Vipul's Razor e outras.
Seguindo as configurações antispam do Evolution e SpamAssassin do artigo em destaque, você automaticamente irá colaborar na manutenção e aprimoramento das bases de dados antispam.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Avaliação do Apple Smart Keyboard para iPad Pro 10.5

IPad Pro pode substituir notebook?

Casos de sucesso com Linux