Superando a resistência a mudanças?

Tem como fazer isso? Veja as constatações surpreendentes de um estudo da IBM.
A propósito de um outro texto encontrei um interessantíssimo texto do departamento de pesquisas da IBM.
Opening minds: Cultural change with the introduction of open-source collaboration methods.
O artigo é voltado para gerentes de projetos de desenolvimento de software, mas muito do conteúdo é amplamente aplicável em outros setores.
O que no momento me interessa são os capítulos sobre cultura organizacional e a resistência a mudanças.
Alguns pontos analisados no estudo são instigantes:
  • Pessoas não são racionais face a mudanças. Esperar racionalidade é receita de fracasso.
  • O comportamento provável reflete as heurísticas arraigadas na organização inserida na sociedade.
  • Se as crenças e heurísticas antigas ainda puderem funcionar, haverá camuflagem de comportamento.
  • Somente haverão mudanças concretas após mudança comportamental, não apenas retórica, da direção.
  • Os líderes de mudanças terão como inimigos os que desempenhavam bem no antigo status quo, e como frágeis apoiadores os que poderão desempenhar bem no novo.
  • Todos precisam enxergar vantagens na mudança.
  • Quem não participar irá sabotar.
Vale a pena ler o artigo todo e meditar.
Note que a cultura da organização está inserida na cultura da sociedade local.
Ao final, você percebe que a solução envolve muito mais psicologia e sociologia que méritos técnicos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Avaliação do Apple Smart Keyboard para iPad Pro 10.5

Nunca use maiúsculas ao criar endereço no iCloud

Estrutura de pastas GTD de projetos no Todoist com assinatura premium ou no Evernote