IPad Pro pode substituir notebook?

Avaliação: IPad Pro 10.5 pode substituir notebook?

Esta avaliação do IPad Pro 10.5 descobriu que SIM, na maioria dos casos e cenários de uso.

O Apple iPad Pro 10.5 256 GB Wi-Fi consegue. E com a Apple Pencil e o Apple Smart Keyboard mudaram tudo na computação pessoal profissional.

Iniciei o estudo para substituir meu antigo notebook em abril 2017.

Adquiri após o carnaval de 2018 e utilizo com êxito desde então.

Explicaremos a seguir como chegamos a esta decisão, para que você possa ajustar os critérios ao seu cenário de uso.

Ou você pode pular para a conclusão final.






Requisitos para avaliação

Ajuste os pesos dos requisitos conforme seu cenário de uso.

- Perfil de uso.
Locais de uso. Tarefas a realizar. O mundo mudou em 8 anos. Eu mudei em 8 anos. Inclusive a visão.
- Tecnologias disponíveis. Há 8 anos, o notebook Debian foi uma boa idéia, hoje talvez. Há 3 anos, o desktop gamer dual boot Windows / Debian também foi. Hoje mobilidade é fator chave ainda mais importante para meu uso.
- Durabilidade.
- Qualidade construtiva.
Confira os vídeos do canal ifixit no Youtube.
- Relevância em 4 anos.
- Atualização por 4 anos.
- Desempenho por 4 anos.

- Qualidade da tela.

- Consumo de mídia.
- Edição de mídia.
- Desenho.
- Luminosidade.
- Correção na reprodução de cores.
- Resolução.
- Anti-reflexo.

- Capacidade visual do usuário.

- Tamanho de tela.
- Smartphone.
- Phablet 7 a 8.
- Tablet 7 a 11.
- Tablet 12.9.
- 2 em 1 conversível.
- Notebook.

- Armazenamento.

- Desempenho.
- Preocupação espaço livre.
- Gestão de espaço.
- Tamanho dos aplicativos.
- Duração de bateria.
- Wi-fi e 4g.

- Portabilidade.

- Tamanho.
- Peso.
- Carregadores.
- Cabos.
- Periféricos.

- Suspensão.

- Velocidade entrada em suspensão e retomada de operação.
- Duração bateria em suspensão.

- Tempo de reboot.
- Tempo de carga de programas.
- Segurança, vírus, malware.
- Atualizações.
- Usabilidade.

- Interação com usuário.

- Mouse.
- Trackpad.
- Touch screen.
- Caneta.
- Teclado.
- Game controller.
- Compatibilidade.
- Ecossistema.
- Disponibilidade de programas.
- Garantia.
- Assistência técnica.

- Cenários de uso analisados

- Gaming
- Portabilidade.
- Duração da bateria.
- Tela.
- Periféricos.

- Uso corporativo.

- Desenvolvimento de software.
- Administração de servidores.
- Máquinas virtuais.
- Programas de produtividade.
- Compatibilidade de formato de arquivos.
- Edição de vídeos.
- Edição de fotos.
- Desenho.
- CAD.

- Tomar notas.

- Notas à mão.
- Notas digitadas.
- Notas de voz.
- Notas com voz.
- Escanear documentos.
- PDF. Uso avançado, multi arquivos, anotações, edição.
- Cloud drives.
- Viagens com o equipamento.
- Gravar palestras.

- Uso doméstico:

- No sofá ou cama.
- Na escrivaninha.
- Sobre a mesa.
- No jardim.
- Viagens.
- Navegação web.
- Redes sociais.
- Vídeos e áudio.

- Uso escolar.

- Programas de produtividade.
- Compatibilidade formato de arquivos.
- Navegação web.
- PDF.
- Notas escritas à mão.
- Gravação de aulas.
- Notas com voz.
- Notas digitadas.
- Cloud drives.
- Vídeos.

- Características de cada um:

- Vantagens.
- Problemas.

- Smartphone.
Tela pequena demais para uso longo.

- Phablet.
Samsung Note 8. Pequeno demais para notas. Ecossistema limitado para aproveitar a caneta. Temos um Tablet Note 8 e não agradou nisso. Caneta limitada.

- Tablet.
Peso e dimensões boas. Temos um antigo tablet Samsung 10.1 e o tamanho da tela, peso e dimensões gerais são boas. Mas alguns teclados para tablets são grandes e pesados. Atenção na busca. De bom tamanho para notas e mídia, pois parece uma folha de papel. Bom equilíbrio de requisitos no caso de iPad Pro. Tela retina laminada é superior. As possibilidades usando BOA caneta são enormes. Muda a forma de pensar computação pessoal.

- Tablet 12.9.
Se você quer mais notebook que tablet. Menos pesado e menor que notebook. Maior duração de bateria.

- Chromebook
Proposta interessante. ChromeOS, sempre atualizado. Loja de apps. Leve, ótima duração de bateria, baixo custo. Mas desempenho baixo nos modelos disponíveis no Brasil oficialmente e com suporte, uma geração ou mais atrasados em relação aos EUA. Pelo desempenho e preços, poderia escolher um modelo Dell de entrada com Ubuntu, sacrificando tempo de bateria e peso. Considere ambos e vá testar numa loja.

- 2 em 1 conversível.
Se você quer notebook que até pode ser tablet de vez em quando. Pesado. Windows Touch é defeito de fábrica. Uma piada irritante e de mau gosto. Gambiarra.

- Notebook
Tradicional modelo de computação. Não tem hardware disponível melhor que dos Apple Macbook e MacBook Pro. Os que chegam mais perto são os Dell XPS. As telas retina dos MacBook e Pro, duração de bateria, peso, excepcional track pad, dimensões, teclado, qualidade construtiva dos Apple são superiores. Pude testar um durante uma hora após assistir muitos vídeos e separei os melhores na minha playlist Mac no Youtube. Os Dell Inspiron 7000 são os melhores com Ubuntu disponíveis em 2018. O Dell Inspiron 5000 Gaming com Ubuntu é muito pesado de levar por aí o dia todo e a tela é apenas aceitável, mas é poderoso e não superaquece em jogos ao contrário da série 7000. É tão grande e pesado com a fonte que diria ser apenas "transportável" em mochila reforçada. Viajar com ele seria péssimo. Mas notebooks gamers ainda são assim mesmo atualmente. Outros notebooks Intel não suportam jogos pesados, superaquecem e baixam velocidade para se protegerem contra danos permanentes, sem falar de pouca duração de bateria em jogos. Inclusive os Macbooks, pois não são vendidos para jogos. Vá numa loja testar o Dell Inspiron 5000 Gaming você mesmo como eu fiz. Pode ser que para você os requisitos para jogos sejam essenciais. Talvez até cogite um caro e ainda mais pesado Dell Alien Ware.

- Sistemas operacionais pré-instalados.

- IOS.

- Mac OS.

- Ubuntu, Debian.

- Android.

- Chrome OS.

- Windows. Uma abominação tecnológica. Um defeito nos computadores. Uso computadores desde o cartão perfurado. Windows é lixo. E olha que tenho um gamer desktop, dual boot Windows 10 com Debian, para jogos. A mesma máquina rodando Debian Linux bate de lavada sobre o Windows 10.

- Windows touch. Uma piada de extremo mau gosto. Apps não foram concebidos para toque. Uma gambiarra. Não vale perder mais tempo nisso. Quinze minutos testando e já quis jogar a porcaria na parede. Não presta. Não diga que não avisei.

- Características dos Sistemas Operacionais:

- Lojas de apps.
IOS, Debian, Ubuntu com vastas lojas de qualidade. Android, Chrome Os vasta loja. Macos com qualidade. Windows piada. Instalar programas fora de loja bagunça a máquina a longo prazo. Use steam no Windows.

- Disponibilidade de apps.
Windows ganha nisso. iOS,Macos, Ubuntu, Debian têm bons aplicativos profissionais Android e Chrome OS ficam devendo. Para iOS existem vários apps do mundo windows disponíveis, inclusive MS-Office para quem usa. E reparar que há muito bons apps otimizados para a tela maior do iPad.

- Segurança.
Debian Linux é onde confio meu ganha-pão fazem mais de 10 anos para missão crítica. iOS, MacOS, Ubuntu têm bom histórico. Android e Chrome OS vão melhorando. Windows nem dá para saída. Uma latrina de vírus e malware.

- Atualizações.
Debian, iOS superiores. Praticamente não se gasta tempo mantendo diariamente as versões estáveis desses sistemas nas versões para usuário final se instalar tudo das lojas oficiais. Ubuntu, Macos, Android são bons. Sempre instale apps das lojas. Debian atualiza por uns 10 anos no mesmo dispositivo. Windows um dia talvez melhore processo, quem sabe no século XXV. Debian melhora desempenho, usabilidade, recursos com o passar do tempo e novas versões, como um bom uísque. iOS, MacOS em certa medida também. Android, ChromeOS têm potencial. Windows apodrece a cada dia de uso e novas versões.

- Desempenho.
Debian, iOS superiores. Ubuntu, MacOS são bons. Android e Chrome OS são bons. Windows é de cortar os pulsos. Desesperador.

- Usabilidade
iOS é superior, seguido por Mac OS. Debian e Ubuntu muito bons. Android, Chrome OS são bons. Windows só pode ser pegadinha sacanagem com o usuário.

- Consistência lógica.
IOs, Mac OS são superiores. Debian, Ubuntu são bons. Android e Chrome OS também. Windows é de enlouquecer. Lixo fétido.

- Compatibilidade.
Tudo é feito para funcionar com Windows. MacOS e iOS têm lista de compatibilidade. Android e Chrome Os vão melhorando. Debian e Ubuntu requerem pesquisa antes de comprar periféricos ou programas.
Existem game controllers para iOS.
Tenho um controle sem fio Xbox 360 funcionando no Debian e Windows no desktop gamer, usando um transmissor e receptor bluetooth para USB oficial da Microsoft.

- Concorrentes no Brasil.

- Apple iPad Pro.
- Apple IPad.
- Samsung S3 tablet.
- Dell XPS.
- Dell Inspiron 7000 com Ubuntu.
- Dell Inspiron Gaming 5000 com Ubuntu.
- Dell Alien Ware.
- Dell 5000 2 em 1.
- Samsung Style S50.
- Asus Zenbook.
- Apple Macbook.
- Apple Macbook Pro.
- Asus Chromebook.
- Samsung Chromebook.

- Conclusão

- Minha Playlist iPad no Youtube

- Minha playlist Mac no Youtube.

Como continuo atualizando as playlists com novos vídeos, é melhor você se inscrever nelas para receber as atualizações.

- Minha lista de links e notas iPad .

- Minha lista de links e notas Mac.

- Minha lista de links e notas Notebooks.

- Minha lista de links e notas Tablets Android.

- Apple iPad Pro 10.5 256 GB Wi-Fi


O mundo mudou em 8 anos.

A informática mudou em 8 anos.

Eu mudei em 8 anos, e hoje a visão não é tão boa para telas pequenas, nem mesmo com os melhores óculos disponíveis.

Resolvi manter o velho notebook enquanto funcionar, pois o Debian Linux extrai a capacidade da máquina com o melhor desempenho possível.

Será usado nas tarefas que o iPad Pro ainda não cobrir.

E também o desktop dual boot Debian e Windows quando for exigido desempenho nelas, como jogos. Mas existem cada vez mais jogos para Linux e iOS, fique atento.

Adquiri o iPad Pro 10.5 256 GB Wi-Fi com Apple Pencil e Smart keyboard após carnaval 2018. É um novo leque de usos com Apple Pencil. Funciona naturalmente. Essa é palavra chave. Não existe teclado mais fino e leve para iPad Pro que o Smart Keyboard, e mantém as características de tablet.
Apple Pencil mudou o jogo nas possibilidades de uso.

A tela retina laminada anti-reflexo a 120 Hz de atualização e 600 nits de brilho, calibração de cores P3, e com True Tone é ESPETACULAR. Fotos e vídeos não reproduzem o que você vê ao vivo; vá até uma loja testar para comprovar. É espantoso. Tiro o chapéu para essa tecnologia de tela. Com ângulo de visão de quase 180 graus. Com a tela laminada e anti-reflexo temos impressão de tocar diretamente nos pixels. Como se fosse numa folha de papel. A mesma sensação também com a Apple Pencil. Fiz um teste por 1h30min numa loja antes de definir escolha. Usava um tablet Samsung 10.1 antigo e a tela tinha bom tamanho. Mas já sem atualizações de sistema operacional. Uso o iPad Pro 10.5 desde o carnaval 2018 e depois que você se acostuma com a tela espetacular, outras telas são de inferioridade gritante.

A CPU têm poder de um Intel core i5 desktop e a GPU tem poder de um Xbox. Medidos com Geek bench, Antutu, GFX OpenGL, 3D Mark.

Os 4GB RAM viabilizam desempenho e até 3 apps simultâneos no iOS 11 e chances de atualizações por vários anos.

Os 256 GB de armazenamento são pelo custo por gigabyte, a despreocupação com espaço livre por anos e a gestão de espaço livre do iOS 11, que é muito boa mesmo.

A opção 4G é muito cara pelo pouco benefício adicional. Hoje em dia existem redes wi-fi por todo lado. E onde não existir você pode configurar seu celular como ponto de ancoragem, hotspot, ponto de acesso e compartilhar sua conexão 4G.

O iOS 11 trouxe recursos para uso profissional, com a multitarefa lado a lado, overlay, PiP, a nova doca de apps, o gerenciador de arquivos, o drag and drop por todo lado.

Concebido para touch, e dispositivos limitados em hardware, ele é intuitivo e muito eficiente no uso dos recursos de hardware.

Assisti centenas de horas de vídeos e selecionei alguns na minha playlist iPad no Youtube.

A entrada em suspensão e a retomada de operação são instantâneas. O boot ou reboot são bem rápidos.

Mesmo com Smart Keyboard e Apple Pencil, e até uma capa protetora adicional, é MUITO leve e de dimensões convenientes para carregar por aí o dia inteiro. Até mesmo se tiver de levar o pequeno e leve carregador junto. O único hardware rival em peso e dimensões é o Macbook, que é bem mais caro.

Tenho conseguido 12 a 14 horas de uso por carga de bateria em média. Às vezes mais, dependendo do tipo de aplicações usadas. E mais de 80 horas em suspensão intercalada. Claro que algumas aplicações gastam mais bateria. Curiosamente, escrever com a Apple Pencil aquece o iPad Pro. Deve ser a taxa de atualização de tela que sobe a 120 Hz e o software de reconhecimento de escrita à mão em tempo real (Nebo) que uso. Edição de vídeos e fotos também consome bastante bateria.

Analise a seguinte imagem de captura de tela. Ainda com 25% de carga de bateria restante, o iPad Pro 10.5 esteve em uso 16h29min com aquele grupo de aplicações, num local de luz ambiente interna suave, o que baixou o brilho de tela.
Repare no tempo de stand-by de 71h10min. Foram quase 4 dias antes de uma recarga e ainda havia carga para mais algumas horas. Decidi recarregar pela conveniência de deixar carregando enquanto dormia.

Não há notebook Intel atual com estes tempos de bateria. Nem mesmo os da Apple.



A garantia integral com assistência técnica no Brasil, podendo ser expandida a 2 anos é boa. O suporte telefônico funciona mesmo e é bastante dedicado. Já utilizei e comprovei.

Adicionalmente, achamos a informação de que a Apple avisou a todos desenvolvedores que devem unificar o código fonte de aplicações ios e Mac os até o final de 2018. Usarão bibliotecas diferentes, mas um mesmo código base.

A Apple também avisou formalmente os investidores que vai abandonar chips intel até 2020.
Os chips próprios ARM já são bastante poderosos e muito eficientes em energia.

Mais pessoas notaram que se pode usar iPad Pro para atividades profissionais.

Apple Ipad Pro 10.5 256 GB Wi-Fi vale a pena?

Com esse nível de de desempenho e recursos também do iOS 11.4 em diante já temos um dispositivo móvel capaz de tarefas profissionais e agilidade para poupar tempo, na  configuração, na execução de tarefas profissionais e na manutenção diária do dispositivo a longo prazo.

Quanto vale 1 hora do SEU tempo?
Saber esta resposta é etapa essencial para decidir se vale a pena investir pesado nesse tipo de equipamento móvel high-end.

Onde você terá de trabalhar?
Esta é outra pergunta importante para você decidir por esse tipo de equipamento móvel.  Você paga mais pela maior mobilidade.


Este equipamento me permite fazer melhor e ou mais rápido meu trabalho de forma que outro não faz?

Recursos únicos, facilidades, segurança e manutenção diária do próprio equipamento contam também.

Agora você já deve ter dimensionado aproximadamente quanto tempo e portanto dinheiro por dia irá ser possível ganhar usando o dispositivo portátil. Faça suas contas para decidir.


O único hardware e software portátil capaz de competir com este Apple iPad Pro 10.5 quase nos mesmos requisitos nesta data é o Macbook, que é BEM mais caro.

Reveja os critérios desta avaliação e ajuste os pesos dos critérios para SEU cenário de uso.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Avaliação do Apple Smart Keyboard para iPad Pro 10.5

Como instalar Oracle Client no Debian e Ubuntu